Em um mundo cada vez mais necessitado de cuidados com o meio ambiente e com a sociedade, crescem as iniciativas que incentivam a educação ambiental, a inclusão social, a promoção de emprego e renda, a redução do desperdício, entre outras ações que promovam uma sociedade equilibrada e uma cultura de sustentabilidade. Nesse contexto, a arte e o artesanato podem dar sua contribuição para a propagação de uma cultura de sustentabilidade. É sobre  esse paradigma que se alicerça a Associação de Arte, Artesanato e Cultura
Sustentável (AAACS).

Fundada em 2009, ainda como uma associação de bairro (AABBV), já propunha a reunião de artesãos com foco em sustentabilidade e produção à partir de materiais recicláveis em busca de oportunidades de comercialização e divulgação dos seus trabalhos. Com o passar do tempo, agregou artistas da cidade, mostrando como o encontro entre a arte e o artesanato gera um novo mercado de produtos mais sustentáveis. As Feiras de Artesanato Reciclados entre 2015 e 2016 marcaram um momento da associação de encontro ao público. Uma bela história de divulgação de uma cultura sustentável. Em 2017, carinhosamente chamada de ECO Ações Unidas, se aventurou no contexto dos empreendimentos sociais de impacto, participando da aceleração promovida pelo NaAção, coworking e clube de empreendedorismo de impacto social

Esse caminho de desenvolvimento deu origem a novos projetos. Móveis escolares restaurados e ressignificados à partir da intervenção artística e artesanal dos associados deram tom à uma bela exposição na Cidade Administrativa de Minas Gerais. A participação na FINIT, maior evento de inovação e tecnologia do país, colocou os associados em contato com diversos atores do universo Maker e das tecnologias. Ali, o mundo da tecnologia e inovação também pôde se conectar com as soluções simples de nossos artistas e artesãos, igualmente importantes para uma sociedade mais sustentável. A 28ª Feira Nacional de Artesanato também foi palco para a divulgação do trabalho dos associados, no estande de vendas e em instalações com recicláveis feitas por associados, compondo a decoração do evento. Diversificando as ações, o Projeto Fábrica de Reaproveitamento de Banners foi aprovado no edital DAP Brasília 2017/2018, onde o apoio financeiro da Embaixada Australiana em Brasília possibilitou a montagem de oficina de costura e silk para processamento e ressignificação de banners descartados em produtos e serviços. Hoje, a AAACS oferece através desse projeto alguns produtos para eventos (pastas, sacolas, etc) e o serviço de “Aluguel de Crachás”, onde porta-crachás feitos com sobras de banners podem ser alugados, incentivando um novo comportamento com relação à sustentabilidade de eventos.

A AAACS é uma associação de artesãos e artistas que se dedicam ao trabalho artístico, artesanal e sustentável. Pessoas que acreditam no uso consciente das matérias primas, principalmente as recicláveis, e que imprimem em seu trabalho os traços da sustentabilidade. Da produção artesanal de baixo impacto no ambiente e alto impacto social, passando pelos diversos produtos à base de reciclados, chegando até às expressões artísticas que misturam a reciclagem de materiais à reciclagem de ideias e comportamentos, reúne um conjunto de manifestações de uma cultura sustentável.

Para concretizar sua missão, a AAACS continua trabalhando pela geração de oportunidades para seus associados. Oportunidades de vendas, de divulgação, de capacitação dos artesão e qualificação de seus produtos, são ações que, de várias maneiras, influenciam na condição de vida dos associados por meio do desenvolvimento de seus trabalhos e da consequente ampliação de suas rendas. O grupo estabelece parcerias com outras entidades e organizações, visando ampliar o impacto de suas ideias, colaborando para o desenvolvimento de uma cultura de sustentabilidade, principalmente no que tange o tema dos resíduos enquanto matéria prima para arte e artesanato sustentáveis.

Espera-se que o grupo siga sua vocação e amplie sua atuação no apoio ao artista e artesão sustentável, na difusão da consciência ambiental e na inclusão do tratamento de resíduos na pauta das esferas governamentais. Tudo isso só é possível com a participação dos associados, da cooperação dos parceiros e de todos os apoiadores que nos incentivam e nos dão força para continuar a luta por um mundo melhor e mais sustentável!